20 de junho de 2024

Em Rondônia, ação conjunta da PRF e PCRO apreende mais de 140 kg de drogas e uma pistola

Facebook
Twitter
WhatsApp

Ilícitos seriam transportados de Guajará-Mirim até a cidade de Porto Velho

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia, na manhã deste sábado (9), realizando atividade de fiscalização de trânsito na BR 364, próximo ao km 759, no município de Porto Velho/RO, interceptou um carregamento de drogas e uma arma de fogo sendo transportados por um motorista, de 47 anos, que viajava em um caminhão.

No decorrer da abordagem, o homem foi comunicado de que seria necessário abrir o compartimento de carga, a fim de que fossem confrontados os itens transportados com a nota fiscal apresentada. Neste momento, o rapaz apresentou excesso de nervosismo e afirmou que os policias não poderiam proceder à fiscalização porque o carregamento havia sido lacrado pela empresa.

Após a abertura do caminhão, foi possível perceber que algumas caixas de papelão destoavam do padrão das demais e que também não haviam sido relacionadas no documento fiscal. Questionado pelos policiais do que se tratava, o homem admitiu que transportava drogas e uma pistola nas caixas que estavam em desacordo.

Ao total, foram apreendidos 66 kg de maconha; 41 kg de cloridrato de cocaína; 39 kg de pasta base de cocaína; uma pistola Taurus calibre .380; e mais de R$ 1400,00 em espécie. O infrator e os ilícitos foram encaminhados à Polícia Judiciária para os procedimentos cabíveis.

Rondônia não produz cocaína, mas é um dos Estados que faz fronteira com a Bolívia (um dos três países com maior produção da droga no mundo), tornando o nosso território um dos corredores de escoamento da produção andina, que é destinada ao rentável mercado europeu. Nesse cenário, esta apreensão representa mais um duro golpe ao crime organizado do tráfico internacional de drogas.

Crimes

Compartilhe

Picture of Alerta Notícia

Alerta Notícia

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail

Whatsapp – 69 992491509

E-mail –[email protected]

Comentários

Feito com muito 💜 por go7.com.br