20 de junho de 2024

Exército investigou 46 militares que pressionaram ex-comandante a aderir a golpe; não se fala em punições

Facebook
Twitter
WhatsApp

O Exército investigou 46 oficiais que assinaram uma carta usada em 2022, segundo a Polícia Federal (PF), como instrumento de pressão ao então comandante do Exército, General Freire Gomes, para aderir à tentativa de golpe. A existência da investigação foi revelada pelo G1 via Lei de Acesso à Informação e confirmada pelo GLOBO. Não há informações sobre punições.

O documento, intitulado “Carta ao Comandante do Exército de Oficiais Superiores da Ativa do Exército Brasileiro”, teve “clara ameaça de atuação armada” após as eleições, segundo o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

O Exército afirmou que a carta foi “considerada uma manifestação de cunho político, o que se caracteriza como transgressão disciplinar para os militares da ativa” e, por isso, “determinou a abertura de Processo de Apuração de Transgressão Disciplinar (PATD)”.

Em depoimento à PF, o general Marco Antônio Freire Gomes afirmou que se opôs aos planos golpistas de Jair Bolsonaro. O ex-comandante chegou a ser criticado por Braga Netto, que foi ministro da Defesa, da Casa Civil e vice na chapa de Bolsonaro na eleição de 2022. Na ocasião, ele foi chamado de “cagão” por não aderir ao plano golpista.

Freire Gomes afirmou ainda que soube da carta pela Comunicação Social do Exército e reconheceu que o documento foi feito para pressioná-lo a aderir ao golpe.

O ex-comandante afirmou ainda na ocasião que os militares envolvidos foram identificados e punidos. O atual comandante do Exército, general Tomás Paiva, pediu análise do caso.

POR: ALICE CRAVO

Compartilhe

Picture of Alerta Notícia

Alerta Notícia

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail

Whatsapp – 69 992491509

E-mail –[email protected]

Comentários

Feito com muito 💜 por go7.com.br