22 de junho de 2024

Fórum reforça manutenção da zona livre de Febre Aftosa sem Vacinação, o passaporte para exportações

Facebook
Twitter
WhatsApp

“O passaporte para valorizar e alavancar a exportação da carne bovina de Rondônia”. A frase foi destacada na realização do 5º Fórum Rondoniense sobre a Manutenção de Área Livre de Febre Aftosa sem Vacinação, que aconteceu na manhã da quarta-feira (24), durante a programação da 10ª Rondônia Rural Show Internacional. A proposta do evento é reforçar as orientações às cadeias produtivas do setor agropecuário, para que sejam cumpridas as determinações do Ministério da Agricultura e Pecuária – Mapa.

O Fórum teve início com a palestra do diretor-presidente da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná – Adapar, Otamir Cesar, que fez uma linha do tempo de seu Estado, relatando os desafios até se chegar ao certificado de zona livre de febre aftosa sem vacinação. Durante a palestra, foi pontuado os pilares desenvolvidos pelo Paraná, sendo observado o bom serviço veterinário; fundo de indenização; parceria público-privada; e produtores rurais. Trazendo para a realidade de Rondônia, o diretor-presidente da Adapar deixou claro que, o Governo de Rondônia vem fazendo um trabalho importante, permitindo com que o Estado tenha tranquilidade quanto à questão sanitária.

“Observamos que o Governo de Rondônia tem atuado com muita seriedade, a questão de manter o rebanho bovino saudável. Hoje, Rondônia tem condições de chegar a qualquer lugar do mundo e dizer que possui garantia sanitária, que é o passaporte para exportar a carne bovina para qualquer país”, disse.

Ao participar do Fórum, o governador, Marcos Rocha argumentou que, o Estado deu um salto com a conquista do certificado que garante zona livre de aftosa sem vacinação. “Essa conquista abre portas para o mercado internacional. Passo a passo Rondônia está avançando e todos têm papel importante para se manter o status sanitário da Organização Mundial de Saúde Animal”, ressaltou.

O governador lembrou, também que, Rondônia tornou-se o maior rebanho bovino do Brasil livre de febre aftosa sem vacinação, com mais de 17 milhões de cabeças de gado. O Estado está em 1º lugar na região Norte, como maior exportador de carne bovina, sendo o 6º maior exportador do Brasil, ficando atrás apenas dos estados de São Paulo, Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.

*PAPEL FUNDAMENTAL*

O presidente da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril – Idaron, Julio Cesar Rocha Peres enfatizou a importância do Fórum para reforçar as atenções que precisam ser mantidas para manter o rigor nos cuidados sanitários, deixando claro que, o produtor rural tem papel ainda mais fundamental, visando garantir a manutenção desse status sanitário.

“Chegamos ao nível elevado e temos que fazer a manutenção. Por isso, anualmente realizamos esse Fórum para que possa ser reafirmado o compromisso de todos na continuidade da manutenção da área de livre de aftosa sem vacinação”, evidenciou.

O reconhecimento pela Organização Mundial de Saúde Animal – OMSA, tem alavancado o aumento de exportações de carnes que avança no mercado mundial.

O Governo de Rondônia tem massificado as ações que refletem cada vez mais no crescimento da pecuária, assim como em todos os setores econômicos, com investimentos direcionados e políticas públicas assertivas, aumentando assim, a produção e ao mesmo tempo, diminuindo o desmatamento, feito que só foi possível, com o empenho de todos os atores envolvidos no processo de otimização do sistema produtivo.

Compartilhe

Picture of Alerta Notícia

Alerta Notícia

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail

Whatsapp – 69 992491509

E-mail –[email protected]

Comentários

Feito com muito 💜 por go7.com.br