12 de junho de 2024

Peixe de cativeiro produzido em Rondônia é a melhor opção de consumo

Facebook
Twitter
WhatsApp

O Estado de Rondônia é o maior produtor de peixes nativos em cativeiro do Brasil e o terceiro maior na produção em geral, sendo o Tambaqui; a principal espécie produzida. De acordo com o presidente da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril de Rondônia – Idaron, Júlio Peres, “Rondônia tem oito frigoríficos de peixes cadastrados e acompanhados, com uma rigorosa fiscalização sanitária dos produtos. Os produtores de peixe de Rondônia estão preparados para atender, não somente o mercado interno, mas também o externo”, salientou.

No Estado, quatro frigoríficos de peixe tem registro no Serviço de Inspeção Federal – SIF, dois no Serviço de Inspeção Estadual – SIE e dois no Serviço de Inspeção Municipal – SIM, de acordo com a Idaron. Sendo que um dos maiores frigoríficos de peixe está localizado em Ariquemes. Além disso, o Governo de Rondônia desenvolve o programa Peixe Saudável, executado pela Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia – Emater. Hoje são três laboratórios móveis, Porto Velho, Ariquemes e Ji-Paraná.

O Peixe Saudável é uma iniciativa que visa o fortalecimento da cadeia produtiva do peixe, promovendo a qualidade da produção, a segurança alimentar e a sustentabilidade da atividade. Por meio da difusão das boas práticas de manejo profilático que promovem a saúde dos peixes em sistemas de manejo sustentável, com o uso de tecnologias limpas e a garantia da qualidade do produto final. O Programa disponibiliza serviços de análise da qualidade da água, para fim de manejo e regularização ambiental da atividade, por meio de laboratórios móveis, que vão até a propriedade do piscicultor da agricultura familiar.

Para o governador Marcos Rocha, o resultado desse cuidado no manejo do peixe produzido em Rondônia, foi atestado recentemente na maior feira de pescados da América do Norte, a Internacional Seafood Expo North America, que aconteceu em Boston nos EUA. “O sabor singular do Tambaqui agradou os paladares mais exigentes e a costelinha do Tambaqui levou o prêmio de Melhor Novo Produto de Foodservice”, relembrou.

*DEFESA*
Entidades como Associação dos Criadores de Peixes do Estado de Rondônia – Acripar e a Associação Brasileira de Criadores de Tambaqui – Abratam revelam que atualmente, os peixes de cultivo são os mais consumidos pela população no Brasil e no mundo, e não apresentam tal risco de contaminação.

O presidente da Acripar, Francisco Hidalgo Farina, que também preside a Comissão Nacional de Aquicultura – CNA, salientou que, a pesquisa divulgada generaliza o consumo de peixes na região e não informa que os peixes de cultivo têm um processo produtivo diferente. “Esse conteúdo é irresponsável e prejudica uma cadeia econômica de grande importância, não só para Rondônia, mas para toda a Amazônia e ao nosso país”, argumentou.

*CADEIA DO TAMBAQUI*
O Tambaqui é o peixe nativo brasileiro mais cultivado no país e Rondônia é o estado que mais produz a espécie, com uma produção estimada em mais de 60 mil toneladas por ano, segundo dados do Anuário da Associação Peixe BR. O cultivo é feito em pisciculturas profissionais, onde há manejo rigoroso desde a fase de alevinos; até a chegada aos consumidores. A alimentação é a base de ração balanceada com ingredientes de alta qualidade, controle de água, do crescimento, desenvolvimento e saúde dos peixes.

Compartilhe

Picture of Alerta Notícia

Alerta Notícia

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail

Whatsapp – 69 992491509

E-mail –[email protected]

Comentários

Feito com muito 💜 por go7.com.br