22 de junho de 2024

Txai Suruí, liderança indígena conhecida internacionalmente, e representantes das etnias rondonienses participam da 10ª Rondônia Rural Show

Facebook
Twitter
WhatsApp

Representantes das etnias rondonienses participaram da rodada de conversas sobre preservação e produções sustentáveis na sexta-feira (26), como parte da programação da 10° Rondônia Rural Show Internacional, no Centro Tecnológico Vandeci Rack, em Ji-Paraná.

A participação ativa dos indígenas na feira agropecuária rondoniense faz parte da proposta do governador Marcos Rocha de construção de políticas públicas conjuntas, que atendam de verdade o interesse da população. “É muito importante o Governo de Rondônia fomentar espaços de diálogos como esse para receber sugestões que se transformem em políticas públicas para os povos indígenas”.

Txai Suruí, liderança indígena rondoniense, que ficou conhecida internacionalmente ao discursar na Conferência das Nações Unidas para as Mudanças Climáticas(COP), participou da roda de conversas com o tema “Como a preservação pode contribuir para as mudanças climáticas”.

Ela destacou a importância da preservação para entregar o planeta habitável para as próximas gerações. Conscientizou ainda que o lucro sem a preservação do meio ambiente tem prazo para terminar, mas quando a renda é gerada de forma sustentável, os bons resultados econômicos e as florestas têm vida longa.

“Vivemos no lugar mais importante do mundo: a Amazônia, e o caminho do desenvolvimento não é a destruição das florestas. Então, esse diálogo proposto pelo Governo de Rondônia é um primeiro passo para pensar como a preservação contribui para combater as emergências climáticas, e isso não diz respeito só a nós povos indígenas, mas a toda sociedade”, disse Txai.

A roda de conversas foi mediada pelo coordenador da 10ª Rondônia Rural Show Internacional e secretário adjunto da Seagri, Janderson Dalazen.”O Governo de Rondônia tem o compromisso de desenvolver com sustentabilidade e ouvir os povos indígenas é essencial para construção de políticas públicas de desenvolvimento aliadas a preservação”, pontuou.

PRODUÇÕES SUSTENTÁVEIS

Já a roda de conversas com o tema “O trabalho indígena e os seus cases de sucesso” , foi mediada pelo presidente da Emater, Luciano Brandão. Ele ressaltou a presença do Governo nos resultados alcançados na agricultura sustentável por meio do trabalho da assistência técnica oficial do Estado.

“Essas produções sustentáveis dos povos indígenas é uma interlocução de cultura, turismo e economia, e podemos perceber o Governo presente nelas, seja ajudando a regulamentar agroindústrias distribuindo mudas de café clonais, ou seja, com melhoramento genético, ou ensinando as melhores práticas de plantio, colheita, beneficiamento”.

Shirley Arara, do município de Ji-Paraná, compartilhou as boas práticas do povo Arara com cultivo de mandioca, cará, banana, Sistemas Agroflorestais (SAF’s), Turismo e castanha, além de ter criado a primeira grife indígena de Rondônia.

Já Celso Suruí, do município de Cacoal, ressaltou os bons resultados com cultivo do café, castanha e turismo.Tambura Amondawa, do município de Mirante da Serra, destacou o cultivo do milho, produção de farinha de peixes.

Valdir Arua, do município de Alta Floresta ressaltou a produção de cafés de qualidade, e Marcela Gerykah Aruá falou sobre a Agroindústria do açaí. José Palahv Gavião compartilhou as experiências do seu povo com extrativismo castanha e copaíba, e plantio de café e cacau. E Josias Sebirop Gavião falou sobre o Projeto de Turismo.

Compartilhe

Picture of Alerta Notícia

Alerta Notícia

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail

Whatsapp – 69 992491509

E-mail –[email protected]

Comentários

Feito com muito 💜 por go7.com.br