12 de junho de 2024

Violência em Capela Mortuária: Homens armados abrem fogo em Vilhena

Facebook
Twitter
WhatsApp

Incidente choca comunidade, autoridades investigam e buscam garantir segurança pública.

Nesta quarta-feira, 1º de maio, a tranquilidade da cidade de Vilhena, em Rondônia, foi abruptamente interrompida por um ato de violência sem precedentes. Homens armados invadiram a Capela Mortuária no bairro Cristo Rei, na movimentada avenida Melvin Jones, e abriram fogo, desencadeando pânico entre os presentes.

O ataque ocorreu durante um velório que acontecia no local. Testemunhas relatam que, de repente, indivíduos armados chegaram e começaram a disparar contra um indivíduo que se encontrava na capela. A rápida intervenção do alvo, que conseguiu se refugiar no cemitério próximo, evitou ferimentos graves.

Por sorte, apesar dos tiros, nenhuma pessoa foi atingida. Os agressores, cujas motivações ainda não foram esclarecidas, fugiram do local antes da chegada da Policia. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militares foram acionados imediatamente e iniciaram uma busca intensiva pela região, com o objetivo de capturar os responsáveis pelo ataque.

A comunidade local expressou indignação e preocupação diante do episódio de violência que ocorreu em um ambiente normalmente associado ao luto e à serenidade. Moradores exigem medidas enérgicas por parte das autoridades para garantir a segurança pública na cidade.

A Polícia Militar está realizando diligências para identificar os agressores e esclarecer os motivos por trás desse ato violento. A ocorrência será registrada na Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP), onde as investigações serão conduzidas para que a justiça seja feita e a paz restaurada na comunidade.

Diante desse acontecimento alarmante, as autoridades reforçam o compromisso com a segurança e o bem-estar dos cidadãos de Vilhena, buscando coibir qualquer tipo de violência e garantir que todos possam viver em paz e segurança.

Compartilhe

Picture of Alerta Notícia

Alerta Notícia

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail

Whatsapp – 69 992491509

E-mail –[email protected]

Comentários

Feito com muito 💜 por go7.com.br